Viagem em mim mesma ou, toda morte é um nascimento

Era alto verão no Rio de Janeiro quando eu morri. Eu estava feliz naquela segunda-feira de janeiro. Havia acabado de voltar do médico e tinha em meu ventre cerca de 14 óvulos prontos para serem fecundados. Tudo o que precisava ser resolvido antes da mudança para Belém do Pará estava resolvido. Faltava apenas voltar das […]